Um Chamado de Silêncio No Meio do Caos

Todos nós já passamos por situações em que aparentemente não enxergamos uma saída, ou uma saída nos seja boa ou favorável. Se por acaso você nunca se encontrou numa famosa “sinuca de bico”, esteja certa de que mais cedo ou mais tarde isso acontecerá. Faz parte da nossa vida. Fazemos escolhas o tempo todo, porém às vezes o resultado dessas escolhas parece misturar-se ou virem tudo de uma vez, ficando difícil escolher ou priorizar um caminho ou outro.

Esse é o famoso caos interno, você quer uma coisa, mais acredita que seja hora de realizar outra, ou quer as duas mais não consegue administrar ambas ao mesmo tempo. Ou ainda as pessoas com quem você convive acabam por dar opiniões contrárias as suas e que acaba deixando você mais confuso na hora de tomar uma decisão.

O que fazer nesses momentos em que a vontade de tomar um grande gole do “chá de sumiço” fica mais forte do que tudo?

A resposta é simples: NADA. Pode soar estranho ou muito filosófico para ser compreendido. Na certa você deve estar achando que vou explicar sobre técnicas complicadíssimas vindas de algum templo no Tibet. Não é nada disso, quando digo para “nada fazer”, quero dizer para simplesmente dar um “tempo para você”.

É disso que você precisa quando não se sabe ao certo qual decisão tomar ou quando as coisas simplesmente não estão em nossas mãos.

Descobrir um espaço para cultivar o silêncio interior, quando estamos bem isso é muito fácil, mais quando estamos passando por momentos de tensão ou tristeza profunda encontrar um minuto de silêncio interior é quase uma batalha, pois fugimos o tempo todo desse encontro, temos medo de nos deparar com algo que nos desaponte ou desagrade.

Esse medo é uma grande ilusão, é apenas um reflexo de nossa ansiedade, nosso desequilíbrio do momento, de nossa desconexão com quem realmente somos.

Quando tudo está bem você está equilibrado e seu Eu está conectado com seu Eu Superior, aquele Eu que têm consciência do ser perfeito que você é e que você está vivendo essa vida para experimentar tudo o que de melhor ela pode proporcionar a você.

Quando estamos em desequilíbrio perdemos essa conexão e passamos a ter sentimentos de medo e insegurança em relação ao presente e ao futuro, os pensamentos negativos aparecem e você começa a ter dúvidas sobre tudo o que sempre lhe pareceu certo e seguro. Cuidado! Aprenda a identificar esses momentos para poder sair deles e voltar ao seu contato com seu Eu verdadeiro.

Nesses momentos, os minutos de silêncio podem ser a ponte de reconexão com seu Eu Superior. Silenciar significa sair do caos, dar um tempo da bagunça, dos pensamentos, das opiniões alheias e de tudo o que a gente precisa fazer em nosso dia a dia.

Pode parecer bobo de início, e você pode inventar inúmeras desculpas para não fazê-lo, mais insisto para que você ao menos tente.

Faça um desafio a você mesmo e encare na brincadeira. Sair por alguns minutos do caos fará com que você corte o vínculo emocional com a situação ruim e pode ajudar seu Eu a encontrar o “caminho de volta pra casa”, ou seja, o caminho de volta ao bem estar e a paz no seu coração, reequilibrando seu corpo físico e energético.

Assim que conseguir aumente gradativamente esses momentos e perceberá que novas e possíveis soluções se apresentarão espontaneamente a você.

Muitas vezes as pessoas que mais amamos fazem de tudo para nos ajudar e não conseguem. Isso acontece porque nesses momentos estamos precisando de nossa própria ajuda e só conseguiremos enxergar novos caminhos se nos permitirmos isso.

Agradeça sempre com todo seu coração todos aqueles que se propõe a ajuda-lo num momento difícil, mas lembre-se de procurar por sua própria ajuda, geralmente dentro de nós encontram-se 99% das respostas e soluções que precisamos. Cabe a nós desenvolvermos a capacidade de ouvir.

Primeiramente é uma questão de decisão, você precisa se decidir por você em primeiro lugar, precisa optar por sua saúde e por seu equilíbrio independente de qualquer coisa que esteja acontecendo ao seu redor. O próximo passo requer coragem. Coragem para deixar pra trás tudo o que já passou, desapegar-se de coisas e pessoas que possam estar bloqueando seu fluxo de energia vital. Coragem para encarar o presente esteja ele do jeito que estiver e desejar um futuro diferente, melhor e mais harmônico.

Depois disso é respirar fundo, profundamente, sem pressa, observe como se sempre, como estão sua respiração, seus batimentos cardíacos, observe o espaço onde você se encontra. Observe, apenas observe…

Dê um crédito a você e verá como as coisas começarão a acontecer por si só, alguém trará uma informação nova, ou oferecerá uma ajuda inesperada, ou qualquer outra coisa que vai te levar por algum caminho que você ainda não havia enxergado.

Se ligue em você e estará acionando o Universo para agir a seu favor!